Como realizar o controle de gastos pessoais para pagar a pós-graduação? - Blog Unipar

Como realizar o controle de gastos pessoais para pagar a pós-graduação?

6 minutos para ler

Escolher um curso de pós-graduação é um passo fundamental para quem se preocupa em crescer na carreira e sabe que uma boa formação faz toda a diferença nesse processo. No entanto, dar continuidade aos estudos representa um investimento que pode ser um verdadeiro desafio e exige um controle de gastos pessoais para viabilizá-lo.

Ter um título de especialista no currículo faz com que o profissional se destaque no mercado de trabalho, alcançando oportunidades melhores e salários mais altos. Desse modo, é importante fazer o esforço de controlar as finanças e economizar para alcançar o objetivo de pagar a pós-graduação e obter o retorno que virá com ela.

Pensando nisso, preparamos algumas dicas práticas de como você pode realizar o controle de gastos pessoais de forma eficiente e conseguir os recursos financeiros necessários para atingir a meta de ter uma especialização. Acompanhe!

Conheça todos os gastos pessoais

Para que o controle de gastos pessoais seja possível, é necessário, primeiro, conhecer esses gastos de forma detalhada. Nesse sentido, quem já tem o costume de registrar tudo o que gasta ao longo do mês está no caminho certo, enquanto quem não faz nenhum tipo de monitoramento precisa adquirir esse hábito.

Então, a dica é colocar todas as despesas na ponta do lápis para ter uma visão mais clara da sua situação financeira. Seja fazendo uma lista, seja organizando todos os gastos em uma planilha, isso vai permitir que você reconheça exatamente qual é o destino da sua renda e se existe a possibilidade de fazer algumas modificações para conseguir economizar.

Elimine os gastos supérfluos

Com um panorama das suas despesas em mãos, é hora de repensar as escolhas financeiras que você tem feito. Assim, identifique aqueles gastos que são indispensáveis — como aluguel, alimentação, água, energia elétrica, gás, transporte, entre outros — e faça as contas para descobrir o quanto isso representa no seu orçamento doméstico mensal.

Em seguida, é preciso analisar o que você tem feito com o dinheiro que sobra depois de pagar todas as despesas indispensáveis. Será que esses gastos são realmente necessários ou apenas alimentam hábitos supérfluos? Comer em restaurantes, frequentar bares e festas, ir ao cinema com frequência e comprar coisas que não precisa são exemplos de despesas que podem ser eliminadas em prol de um objetivo maior.

Não faça novas dívidas

Quando você tem uma meta que demanda investimento financeiro, como é o caso de fazer um curso de pós-graduação para alavancar a carreira, é imprescindível manter as finanças organizadas. Logo, o controle de gastos pessoais não vai ser possível se você fizer novas dívidas a todo o momento.

Desse modo, evite fazer compras no cartão de crédito sem que sejam absolutamente necessárias, principalmente aquelas que são parceladas e que dão a ilusão de ter um impacto leve no orçamento. Mesmo diluindo a dívida no decorrer de vários meses, o fato é que isso faz com que você deixe de economizar um montante que pode ser a diferença entre alcançar ou não os seus objetivos.

Powered by Rock Convert

Utilize aplicativos para controlar as despesas do dia a dia

Especialmente para quem ainda está começando a dar atenção a isso, realizar o controle de gastos pessoais pode parecer bastante complicado, ainda mais se for feito de forma manual, em um caderno ou planilha do Excel. Felizmente, já existem vários aplicativos para facilitar essa tarefa e transformar a forma como você lida com as suas despesas.

De modo geral, esses aplicativos ajudam a organizar os gastos, permitindo que o usuário cadastre os cartões de crédito e contas bancárias para monitorá-los. Alguns até geram gráficos e relatórios para melhor visualização das movimentações financeiras. Desse jeito, todas essas informações ficam na palma da sua mão.

Busque alternativas de renda extra

Mesmo fazendo um bom controle de gastos pessoais e descobrindo que pode cortar algumas despesas supérfluas para economizar, você ainda pode precisar de mais recursos para custear a pós-graduação que tanto almeja. Diante disso, o ideal é encontrar maneiras de complementar a renda para seguir em frente com os seus planos de dar continuidade aos estudos.

Nesse caso, analise as suas alternativas, de acordo com a sua formação e habilidades. Quem é formado em Direito ou Ciências Contábeis, por exemplo, pode prestar serviços de consultoria. Aqueles que são da área da educação, por outro lado, podem dar aulas particulares de reforço e de preparação para o vestibular.

Comece a poupar para investir

A partir do momento que você conseguir economizar e/ou ganhar um dinheiro extra, é interessante considerar a ideia de investi-lo. A princípio, faça uma reserva financeira, de preferência em uma conta bancária que você não vai ficar movimentando todo mês, para não correr o risco de cair na tentação de gastar o que se esforçou tanto para poupar.

Depois, busque opções de aplicações que façam o seu dinheiro render. A poupança, como se sabe, é uma aplicação segura, mas que tem um retorno muito baixo, então vale a pena considerar alternativas mais rentáveis e até buscar uma orientação especializada para entender melhor como cada uma funciona.

Elabore um planejamento financeiro para pagar a pós-graduação

Para fazer um MBA (Master of Business Administration) ou uma especialização, é necessário elaborar um planejamento financeiro que contemple todas as despesas envolvidas. Isso significa que você precisa levar em conta não só as mensalidades do curso, mas os gastos adicionais, que são variáveis.

Por isso, faça um orçamento completo, estimando quanto vai gastar com material didático, transporte, alimentação fora de casa, entre outras despesas. Assim, você vai conseguir se planejar de forma mais detalhada para não ter dificuldades no decorrer do curso e poder se dedicar aos estudos sem grandes preocupações.

Com todas essas dicas, fazer o controle de gastos pessoais para custear a pós-graduação certamente será mais fácil. Assim, adote as medidas que julgar necessárias e mantenha o foco no seu objetivo de prosseguir com os estudos para transformar a sua vida profissional e alcançar a posição que você sempre quis no mercado de trabalho.

Gostou das dicas que destacamos aqui? Antes de ir, confira também o nosso post “Especialização ou MBA? Saiba qual caminho seguir na pós-graduação” e saiba mais sobre esse tipo de curso!

Posts relacionados

Deixe uma resposta