Faculdade a distância é bom ou ruim? Saiba mais sobre a EAD
faculdade-a-distancia-bom-ou-ruim faculdade-a-distancia-bom-ou-ruim

Faculdade a distância é bom ou ruim? Saiba mais sobre a EAD

6 minutos para ler

Ao longo da preparação para ingressar no ensino superior, sempre surgem dúvidas que vão muito além da escolha do curso. Uma delas se refere à metodologia de ensino, uma vez que muitos estudantes ainda se perguntam se fazer faculdade a distância é bom ou ruim.

Ainda assim, a procura por cursos de educação a distância (EAD) tem aumentado à medida que mais pessoas passam a ter acesso às novas tecnologias. Consequentemente, as instituições de ensino ofertam cada vez mais vagas nesse tipo de ensino, superando até mesmo o número de vagas do ensino presencial, de acordo com o Censo da Educação Superior 2018.

Diante disso, vale a pena conhecer melhor essa alternativa que só cresce, não é mesmo? Então, continue acompanhando este post e entenda se fazer uma faculdade a distância é bom ou ruim. Boa leitura!

Como funciona um curso EAD?

O principal motivo que faz estudantes terem receio de aderir à educação a distância é a falta de conhecimento sobre o modelo. Por isso, confira, a seguir, como funciona uma faculdade EAD.

Aulas

Como o próprio nome sugere, a educação a distância é um formato de estudo na qual o aluno não precisa frequentar diariamente a instituição de ensino. Diferentemente do que ocorre no ensino presencial, as aulas da EAD acontecem por meio de um Ambiente Virtual de Aprendizagem — uma ferramenta inovadora que pode ser acessada pela internet.

No AVA, como esse ambiente virtual também é chamado, a instituição disponibiliza uma série de materiais didáticos como videoaulas, textos, slides e atividades interativas. Para tirar dúvidas com professores, é possível conversar via chat e fóruns de discussão.

Provas

Embora as aulas aconteçam pela internet, as avaliações da faculdade EAD são realizadas de forma presencial. Desse modo, é preciso que o aluno se desloque até um polo de educação a distância, que é um local credenciado pelo Ministério da Educação para prestar apoio presencial aos estudantes da EAD.

Durante a prova, o estudante é monitorado por um tutor, de um jeito não muito diferente do que acontece com os alunos de cursos presenciais. Além da prova presencial, atividades realizadas no ambiente virtual também podem ser consideradas para a contabilização da nota final.

Atividades presenciais

A depender do curso, a grade curricular pode incluir atividades presenciais — um exemplo disso são as aulas de laboratório. Nesse caso, também é necessário comparecer à instituição de ensino nas datas combinadas.

Isso é mais frequente quando se trata de um curso semipresencialque mescla características do ensino presencial e da EAD. Nessa categoria, os encontros presenciais ocorrem pelo menos uma ou duas vezes por semana, enquanto o restante das atividades é realizado no Ambiente Virtual de Aprendizagem.

Frequência

Assim como no ensino presencial, a frequência do aluno é um requisito importante para sua aprovação nas disciplinas. A diferença é que, na educação a distância, não é possível monitorar isso por meio de listas de chamada durante as aulas.

Por isso, a frequência na graduação EAD depende da participação do estudante no ambiente virtual. Assim, é muito importante assistir a todas as videoaulas, realizar as atividades propostas e interagir nos fóruns de discussão.

Powered by Rock Convert

Diploma

Muitas pessoas que se questionam se estudar em uma faculdade a distância é bom ou ruim fazem isso por que têm dúvidas quanto ao reconhecimento desse tipo de curso. Essa é uma dúvida compreensível, uma vez que poder exercer a profissão pela qual tanto batalhou é o objetivo de qualquer um que se dedica a uma graduação.

Para o mercado, porém, o diploma obtido em uma graduação EAD tem absolutamente a mesma validade do diploma de um presencial. Desde que o curso tenha sido reconhecido pelo MEC — o que é uma exigência para qualquer uma dessas categorias de ensino —, não há a mínima diferença entre seus diplomas.

Quais são os benefícios da faculdade a distância?

Agora que você já sabe como essa categoria funciona, deve estar se perguntando se, na prática, cursar faculdade a distância é bom ou ruim. Contudo, o fato é que a EAD proporciona algumas vantagens incontestáveis, como as que listamos abaixo.

Flexibilidade

Com as aulas e outros materiais didáticos disponíveis no AVA, o aluno precisa apenas de um computador ou outro dispositivo eletrônico, como um tablet ou smartphone, e uma conexão de internet para acessar os conteúdos. Isso permite que estude a qualquer momento, sem se preocupar com a grade de horários determinada pela instituição de ensino.

Logo, um grande benefício da EAD é a flexibilidade para organizar a própria rotina de estudos, o que faz com que o aluno seja um verdadeiro protagonista do seu aprendizado. Especialmente para quem precisa conciliar trabalho e estudos, ter essa autonomia faz muita diferença no cotidiano.

Custo-benefício

Por não precisar da mesma infraestrutura que uma graduação presencial, que demanda professores em sala de aula e uma série de outros recursos, a EAD gera custos mais baixos para a instituição de ensino. Consequentemente, as mensalidades de um curso desse tipo também são mais baratas.

Além disso, a não necessidade de frequentar a universidade diariamente faz com que o estudante economize o que gastaria com transporte e alimentação fora de casa. Por isso, o custo-benefício da faculdade a distância é mais uma vantagem interessante.

Variedade de cursos

Graças à crescente popularização da EAD, cada vez mais cursos estão sendo ofertados nessa categoria. Paralelamente, o número de polos de apoio também tem aumentado desde que o MEC flexibilizou a normas que regulamentam a educação a distância, com o Decreto nº 9.057, de 25 de maio de 2017.

Tudo isso possibilita que mais estudantes por todo o país tenham acesso a uma maior variedade de cursos superiores. A escolha da graduação já não depende apenas das que estão disponíveis nas faculdades mais próximas.

Qualidade do ensino

Periodicamente, o MEC avalia os cursos e as instituições de ensino superior em todo o Brasil, atribuindo-lhes notas que variam de 1 a 5. No entanto, somente os que recebem notas iguais ou acima de 3 podem ser considerados satisfatórios.

Tanto os cursos do ensino presencial quanto os da EAD passam pelo mesmo tipo de avaliação. Dessa forma, fica claro que, embora utilizem metodologias diferentes, a qualidade do ensino nas duas categorias é a mesma.

Com todas essas informações, já deve ter dado para perceber se fazer faculdade a distância é bom ou ruim, não é verdade? Portanto, faça sua escolha entre os tipos de ensino — presencial e EAD — de acordo com a que melhor se adequa ao seu perfil. Depois disso, é só selecionar uma das melhores faculdades e dar início à sua vida acadêmica.

Então, ficou interessado na educação a distância? Entre em contato com a Unipar e saiba mais sobre os tipos de ensino e cursos de graduação!

Powered by Rock Convert
Posts relacionados

Deixe uma resposta