Pós-graduação, mestrado e doutorado. Você conhece as diferenças? - Blog Unipar

Pós-graduação, mestrado e doutorado. Você conhece as diferenças?

7 minutos para ler

Aumentar a qualificação profissional, ampliar as áreas de atuação e tornar-se referência em um assunto específico. Essas são algumas das principais aspirações de quem se interessa por um curso de pós-graduação, mestrado ou doutorado. Embora sejam opções diferentes uma da outra, as três são muito vantajosas do ponto de vista salarial, contribuindo significativamente para os avanços na carreira.

No entanto, a escolha por um desses cursos dependerá basicamente das demandas profissionais de cada um, visto que as áreas de atuação variam bastante. Enquanto quem opta pelo mestrado e doutorado costuma focar na pesquisa acadêmica, quem opta pela pós-graduação geralmente está buscando uma atuação estratégica no mercado, com foco em cargos de gerência.

Preparamos este post para você entender melhor as características de cada tipo de curso e escolher aquele que for mais adequado ao seu perfil profissional. Continue a leitura e planeje-se para dar aquele upgrade na carreira!

Pós-graduação lato sensu: especialização e MBA

Normalmente, associamos o termo “pós-graduação” às especializações e MBAs voltados para atuação no mercado. No entanto, os cursos de mestrado e doutorado também se enquadram na categoria de pós-graduações. A diferença básica está na classificação que se dá aos cursos chamados lato sensu e àqueles chamados stricto sensu.

Ambos são pós-graduações. Porém, os cursos lato sensu correspondem às especializações e aos MBAs estratégicos. Já os cursos stricto sensu correspondem aos mestrados e doutorados. Podemos dizer que tanto as especializações quanto os MBAs oferecem conhecimentos mais práticos. Os mestrados e doutorados, por sua vez, oferecem uma formação acadêmica mais teórica, voltada à pesquisa científica.

Outra diferença básica é que as pós lato sensu não necessitam de autorização prévia do Ministério da Educação (MEC) para serem ofertadas, ao contrário das pós stricto sensu. Além disso, especializações e MBAs podem ser oferecidos tanto presencialmente quanto na modalidade EAD, facilitando a rotina de quem precisa trabalhar e estudar ao mesmo tempo.

Em seguida, vamos explicar as características dos dois principais tipos de pós-graduação lato sensu do mercado.

Especialização

Os cursos de especialização são uma excelente alternativa para atualizar conhecimentos e aperfeiçoar habilidades em sua área de atuação. Quem tem uma especialização no currículo pode se considerar um profissional diferenciado, mesmo que opte por mudar de carreira no futuro.

Inclusive, uma das grandes vantagens de fazer especialização é que o curso escolhido não precisa necessariamente estar relacionado ao segmento de atuação da pessoa, permitindo explorar novos horizontes e possibilidades. Nesse sentido, se você está dividido entre fazer uma segunda graduação ou pós, saiba que a pós pode ser mais vantajosa.

A carga horária exigida para as especializações é de, no mínimo, 360 horas, sem considerar as práticas de estudo individual, os trabalhos desenvolvidos ao longo do curso e o trabalho de conclusão, embora este nem sempre seja obrigatório.

MBA

O Master of Business Administration, ou simplesmente MBA, é um tipo de pós-graduação mais voltada ao ramo dos negócios e da gestão empresarial. Geralmente, quem procura um curso de MBA almeja conquistar cargos de liderança na empresa onde trabalha ou mesmo aprofundar conhecimentos para gerir seu próprio negócio.

Powered by Rock Convert

Por se tratar de um curso mais específico, o ideal é que seja frequentado por profissionais que já têm certa experiência no mercado de trabalho, com carreiras mais consolidadas. A duração mínima dos MBAs é a mesma das especializações (360 horas), porém o investimento financeiro costuma ser um pouco maior, tendo em vista o grau de aprofundamento.

Um dado interessante sobre a nomenclatura dos cursos é que, em países como Estados Unidos e Inglaterra, não existem as três titulações: pós-graduação (aqui utilizada como sinônimo de especialização), mestrado e doutorado. No exterior, existem basicamente os títulos de mestre (Master) e doutor (PhD), sendo o primeiro mais voltado para atuação no mercado e o segundo com foco acadêmico.

Tanto é que os MBAs feitos em outros países, embora se equiparem ao grau de mestrado por lá, são incorporados pelas universidades brasileiras como um curso lato sensu, e não stricto sensu.

Pós-graduação stricto sensu: mestrado e doutorado

Como vimos, diferentemente da pós-graduação lato sensu, os cursos de mestrado e doutorado dependem de aprovação prévia do MEC e da CAPES (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior) para serem ofertados. Contudo, a maior diferença é que os mestrados e doutorados têm foco acadêmico, ou seja, não priorizam a atuação prática e estratégica no mercado.

A principal aspiração de quem deseja seguir carreira como mestre ou doutor é trabalhar na docência em cursos superiores e na pesquisa científica na área escolhida. A carga horária é maior do que nas especializações e MBAs, além disso, os alunos têm a possibilidade de contar com o auxílio de agências de fomento e das melhores faculdades para financiar suas pesquisas. Em seguida, explicaremos melhor como funcionam os cursos de mestrado e doutorado.

Mestrado

A duração média do curso é de dois anos a dois anos e meio. Nesse período, o aluno desenvolve uma pesquisa científica relacionada à sua área de formação, aprofundando-se no estudo de um tema em particular. O principal objetivo do mestrado é preparar os profissionais para atuarem como professores no ensino superior, ministrando disciplinas específicas e desenvolvendo novas pesquisas que contribuam para a expansão do campo.

Doutorado

O curso de doutorado é destinado para quem já obteve o grau de mestre e deseja se aprofundar ainda mais em um tema de pesquisa predefinido, geralmente correlacionado ao trabalho desenvolvido no mestrado. A duração média do curso é de quatro anos, demandando, na maioria das vezes, dedicação exclusiva do estudante. Por isso, o apoio financeiro das universidades e agências de fomento é crucial para o sucesso da pesquisa.

Assim como no mestrado, o foco de atuação dos doutores é a carreira docente em universidades públicas e privadas, dando aulas tanto para os alunos de graduação quanto para os alunos da pós — seja lato, seja stricto sensu. Além disso, profissionais com o grau de doutor estão constantemente envolvidos na orientação e coordenação de novas pesquisas científicas no setor.

Na dúvida sobre qual opção escolher, considere basicamente as suas aspirações de carreira. Para quem deseja se destacar no mercado, assumindo posições de gerência e liderança, a pós-graduação (especializações e MBAs) é o caminho mais indicado. Já quem almeja trabalhar como pesquisador e professor universitário, deverá fazer os cursos de mestrado e doutorado.

Apenas não se esqueça de que, independentemente da opção escolhida, é essencial contar com uma instituição referência em qualidade de ensino. Assim, com certeza o seu investimento valerá a pena.

Se você está buscando um curso de pós-graduação, aproveite e conheça nossas melhores opções!

Posts relacionados

Deixe uma resposta