O que é e como funciona a nota de corte do Enem? - Blog Unipar

O que é e como funciona a nota de corte do Enem?

6 minutos para ler

Ter bons resultados no Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) é fundamental para quem deseja tentar vaga em universidade pública, se inscrever para bolsas de estudo no ProUni ou ainda financiar o curso a juros baixos, como no FIES (Fundo de Financiamento Estudantil). A nota de corte do Enem é o que vai definir a aprovação do candidato, por isso é importante entender como funciona essa variante.

Neste post, explicamos tudo para você, listando os cursos que exigem uma nota de corte mais alta e descrevendo como a pontuação dos candidatos interfere no ProUni (Programa Universidade Para Todos), Sisu (Sistema de Seleção Unificada) e vestibulares que selecionam estudantes conforme critérios próprios. Confira!

Como funciona a nota de corte do Enem?

A nota de corte nada mais é do que a pontuação mínima necessária para que o aluno consiga ser aprovado no Enem, que pode ser considerado o principal vestibular do país. Trata-se da nota mais baixa dentre o total de vagas ofertadas, isto é, a nota do último candidato que conseguiu a aprovação. Em alguns vestibulares específicos, essa nota também serve como critério de seleção para definir quais candidatos passarão para a próxima fase.

É importante fazer o Enem já sabendo qual a nota de corte exigida no curso do seu interesse, com base em indicativos de anos anteriores. Assim, você já saberá que pontuação precisa atingir no exame. É claro que essa nota pode variar para mais ou para menos a cada nova edição do Enem, até porque algumas universidades têm processos de seleção bastante particulares.

Contudo, ter uma noção da pontuação média já permite que o aluno faça a prova de forma mais consciente. O mais recomendado é se preparar bem ao longo do ano, com o objetivo de atingir uma pontuação maior do que a nota de corte das edições anteriores. Dessa forma, são grandes as chances de ser aprovado com folga e tranquilidade.

Powered by Rock Convert

Quais são os cursos que exigem maior nota?

Em seguida, listamos a nota de corte média dos principais cursos de graduação no ano de 2019.

Cursos mais concorridos (700 a 850 pontos)

  • Medicina;
  • Odontologia;
  • Engenharia Civil;
  • Direito;
  • Arquitetura e Urbanismo;
  • Farmácia.

Cursos de concorrência média (650 a 750 pontos)

  • Nutrição;
  • Psicologia;
  • Cinema;
  • Jornalismo;
  • Enfermagem;
  • Biomedicina;
  • Publicidade e Propaganda;
  • Administração;
  • Agronomia;
  • Gastronomia;
  • Ciências Contábeis;
  • Comércio Exterior;
  • Filosofia;
  • Relações Internacionais;
  • Fisioterapia;
  • Sistemas de Informação;
  • Medicina Veterinária.

Cursos menos concorridos (580 a 650 pontos)

  • Pedagogia;
  • História;
  • Geografia;
  • Gestão de Recursos Humanos;
  • Gestão Financeira;
  • Marketing;
  • Logística;
  • Química;
  • Física;
  • Análise e Desenvolvimento de Sistemas.

Como funcionam as notas de peso do Enem?

Veja agora como a nota de corte do Enem interfere no ProUni, Sisu e vestibulares específicos.

ProUni

O ProUni (Programa Universidade para Todos) é um programa do governo federal brasileiro que oferece bolsas de estudo (integrais ou parciais) para pessoas de baixa renda em faculdades particulares do país. Para concorrer a uma bolsa, é necessário ter feito, no mínimo, 450 pontos na prova do Enem e cumprir alguns requisitos de escolaridade e renda. O candidato também não pode ter zerado a redação do Exame.

Trata-se da menor nota de corte possível para conseguir uma vaga. No entanto, os cursos mais concorridos, como Medicina, continuam exigindo uma pontuação mais alta. As inscrições para o programa são gratuitas e realizadas pela internet. A abertura acontece duas vezes ao ano, uma no primeiro semestre e outra no segundo, depois da divulgação dos resultados do Sisu.

Sisu

O Sisu (Sistema de Seleção Unificada) é hoje o processo seletivo de maior concorrência no Brasil. O sistema oferece vagas em universidades públicas brasileiras por meio da nota obtida pelos candidatos no Enem. No período de inscrição para a seleção, o site do Sisu é atualizado diariamente com a nota de corte exigida para cada curso.

No entanto, isso não garante a aprovação imediata do candidato. Trata-se de uma amostra da possibilidade de classificação conforme o desempenho na prova do Enem, já que a nota de corte final só será definida depois do encerramento das inscrições. O candidato concorre somente com aqueles que optaram pelas mesmas instituições de ensino, campus, curso e modalidade de concorrência.

Em linhas gerais, alguns dos cursos mais concorridos seguem sendo Medicina, Direito e algumas Engenharias, com nota de corte acima de 700 pontos no Enem, principalmente se o estudante estiver concorrendo em universidades mais renomadas. Porém, com uma média de 650 pontos já é possível estar apto para grande parte das vagas ofertadas.

A abertura do Sisu ocorre duas vezes ao ano, sendo uma delas em janeiro (depois da divulgação do resultado do Enem), e a outra no meio do ano. Os alunos interessados em participar do processo devem obrigatoriamente ter feito o Enem no ano anterior e não podem ter zerado a redação.

Vestibular

Quanto às instituições de ensino que utilizam o vestibular tradicional, a seleção é bem diferente e segue critérios específicos. A pontuação e o tipo de questões variam bastante de acordo com cada instituição. Existem ainda universidades que oferecem dois vestibulares ao ano, sendo um em cada semestre.

Também é comum que alguns processos ocorram em mais de uma etapa, em que a nota de corte da fase inicial define quem passará para a segunda etapa, que geralmente é composta por conteúdos específicos sobre a área de estudo do curso em questão.

Caso você deseje prestar vestibular para alguma dessas instituições, o ideal é pesquisar informações oficiais como o edital do processo seletivo e consultar as notas de corte dos anos anteriores. Assim, dá para ter uma noção sobre o nível de concorrência na vaga do seu interesse.

Quem pode participar do PronUni?

Por último, retomamos o ProUni para explicar quem pode concorrer às bolsas do programa. O benefício é de livre concorrência e existe ainda a possibilidade de reserva de vagas por cotas. As vagas são limitadas, portanto, ter um bom desempenho no Enem é imprescindível para conseguir a bolsa.

Geralmente, as instituições que fazem parte do programa oferecem uma vaga de bolsista por curso e turno. Os principais critérios para participar são os seguintes:

  • ter concluído o Ensino Médio em escola pública;
  • ter concluído o Ensino Médio como bolsista em escola particular;
  • ser uma pessoa com deficiência;
  • ser professor efetivo de escola pública interessado em cursos de licenciatura.

Pronto! Com essas informações sobre a nota de corte do Enem, você já pode se planejar melhor para ir em busca do curso dos seus sonhos e seguir uma trajetória de sucesso.

Aproveite para compartilhar este post nas suas redes sociais e ajude seus amigos a esclarecer as dúvidas a respeito do Enem!

graduação-semipresencialPowered by Rock Convert
Posts relacionados

Deixe uma resposta