Odontologia: tudo o que um futuro cirurgião-dentista precisa saber
odontologia odontologia

Odontologia: tudo o que um futuro cirurgião-dentista precisa saber sobre o curso

7 minutos para ler

Entre as várias áreas do conhecimento — como as Ciências Exatas, Humanas, Biológicas e outras —, a área da saúde é uma das que mais atraem os estudantes. Nesse âmbito, a graduação em Odontologia aparece como uma das mais procuradas.

Uma série de fatores coloca o curso nessa posição, sendo a ampla variedade de campos de atuação apenas um deles. Contudo, o ramo também apresenta algumas particularidades que exigem uma reflexão maior para uma escolha mais consciente.

Por isso, se você tem interesse na profissão de cirurgião-dentista, continue lendo este post que traz informações indispensáveis para quem pensa em seguir esse caminho. Acompanhe!

O que é a Odontologia e qual a sua importância na sociedade?

Antes de abordamos temas como as características do curso e do exercício profissional na área, é interessante esclarecermos do que ela trata.

Em síntese, a Odontologia é a ciência que estuda e cuida da saúde da boca. Isso inclui não só os dentes, mas também toda a cavidade bucal, com ossos, articulações, musculatura e demais tecidos, além da face e do pescoço.

A preocupação com esse aspecto da saúde humana remonta ao período da Antiguidade, passando por diversas transformações até chegar à criação da primeira escola de Odontologia do mundo, em meados do século XIX, nos Estados Unidos. Desde então, conforme novos estudos são realizados, as técnicas de tratamento dentário continuam a se modernizar.

Vale ressaltar que esses tratamentos vão muito além de uma questão de saúde ou de pura vaidade, pois o sorriso é um requisito importante para a qualidade de vida das pessoas. A ausência de alguns dentes, por exemplo, é algo que afeta profundamente a autoestima, prejudicando as relações interpessoais.

O fato é que vivemos em uma sociedade que valoriza a estética, de forma que o sorriso pode fazer a diferença na hora de disputar uma vaga de emprego, entre outras situações. Assim, é possível afirmar que o cirurgião-dentista é um profissional capaz de transformar vidas por meio do sorriso.

Como é a graduação em Odontologia?

O curso superior em Odontologia é um bacharelado com duração de, no mínimo, 4 anos. A grade curricular inclui alguns temas mais amplos, como Anatomia, Fisiologia, Farmacologia e Genética, e outros mais específicos, como Patologia Bucal, Periodontia, Endodontia, Odontopediatria, Dentística Restauradora e Odontologia Social.

Uma característica que merece destaque nessa graduação é a oportunidade de colocar os conhecimentos em prática já no início do curso. Desse jeito, o aluno tem a chance de realizar atividades em contato direto com os pacientes, o que contribui bastante para a formação de um profissional de qualidade, pronto para prestar o melhor atendimento às pessoas.

O curso exige muita dedicação dos alunos, tanto na hora de estudar os conteúdos das aulas quanto na participação em projetos que visam o desenvolvimento das habilidades necessárias ao exercício profissional. Logo, o comprometimento do estudante é fundamental para que obtenha uma formação completa.

Qual é o perfil do estudante que busca esse curso?

Além da dedicação e do comprometimento, outros atributos são essenciais para que o estudante alcance o sucesso no curso e, futuramente, na profissão. Um dos mais importantes é o interesse genuíno em ajudar outras pessoas, uma característica que não pode faltar em quem ingressa na área da saúde, por exemplo.

Também é imprescindível ter uma excelente coordenação motora. Afinal de contas, o paciente estará com a boca aberta enquanto o profissional manipula vários instrumentos em seu interior. A última coisa que ambos querem é que um acidente aconteça, não é mesmo?

Outras características úteis são o gosto pelos estudos, para se manter sempre atualizado em relação às inovações da Odontologia, e a paciência. Não se esqueça de que a cadeira do dentista coloca medo em muita gente, de forma que o profissional deve saber contornar esse obstáculo sem ser rude com os pacientes.

Quais são as principais áreas de atuação do cirurgião-dentista?

Ao longo da graduação, as aulas práticas permitem que o estudante comece a se identificar mais com uma ou outra área da Odontologia, o que já indica a direção que a sua carreira pode tomar. A seguir, conheça alguns desses campos de atuação do profissional e o foco de cada um.

  • Clínica Geral: acompanhamento da saúde bucal dos pacientes para prevenção e tratamento dos problemas mais comuns, como cáries, extração de dentes e limpeza;
  • Dentística Restauradora: substituição e reparo de dentes comprometidos;
  • Endodontia: tratamento de doenças da raiz e do nervo do dente — popularmente chamado de tratamento de canal;
  • Estomatologia: tratamento de doenças da região da boca, incluindo o maxilar e a mandíbula;
  • Implantodontia: implante de dentes e próteses dentárias;
  • Odontologia Legal: identificação de cadáveres por meio da arcada dentária, entre outras atividades no âmbito jurídico;
  • Odontopediatria: cuidados com a saúde bucal das crianças;
  • Ortodontia: tratamento por meio de aparelhos ortodônticos;
  • Periodontia: cuidados com a saúde da gengiva;
  • Traumatologia e Cirurgia Bucomaxilofacial: tratamento cirúrgico das doenças da boca, face e pescoço.

Como se caracteriza a prática profissional do cirurgião-dentista?

Ao final da faculdade de Odontologia, o estudante se torna um profissional capacitado para detectar doenças bucomaxilofaciais — ou seja, da boca, face e pescoço —, e atuar na sua prevenção, tratamento e controle.

As atividades da rotina de trabalho variam de acordo com o campo de atuação, mas, de modo geral, o cotidiano de um cirurgião-dentista gira em torno dos atendimentos aos pacientes.

Esses pacientes, no entanto, são completamente diferentes uns dos outros, o que coloca o profissional em contato com diversos tipos de pessoas e histórias de vida.

Um paciente, por exemplo, pode estar sem tratamento odontológico há muitos anos — às vezes, a vida inteira —, enquanto outro pode ter sofrido algum acidente que causou sérios danos à sua arcada dentária.

Assim, o profissional precisa ter muita empatia para entender qualquer que seja a situação que tenha levado o paciente ao consultório. Muitos, inclusive, chegam constrangidos, e é o respeito demonstrado pelo cirurgião-dentista que faz com que fiquem mais tranquilos.

Quais são os principais desafios da profissão?

Como em qualquer profissão, a carreira em Odontologia também enfrenta certos desafios. Um deles é o excesso de informação, graças à internet, com que alguns pacientes chegam aos consultórios.

Também há pessoas que preferem arriscar tratamentos caseiros, encontrados online, a consultar um profissional — algo que, muitas vezes, é necessário para reparar o estrago que resulta dessa prática.

Para quem decide empreender e abrir o próprio consultório, o desafio é saber como administrá-lo. Nesse caso, vale a pena buscar conhecimentos de Administração e Marketing ou procurar uma assessoria que cuide desses aspectos.

Mesmo com esses desafios, a Odontologia é uma área que oferece um grande retorno, tanto no lado financeiro — a média salarial fica em torno de R$ 3.400,00 — quanto na realização pessoal e profissional. Por isso, essa faculdade é uma excelente opção para quem almeja uma carreira de sucesso.

Então, gostou de saber mais sobre a Odontologia? Conte o que você achou dessa área nos comentários!

graduação-semipresencialPowered by Rock Convert
Posts relacionados

Deixe uma resposta